Old Stuff que faz sentido, criar mundos e continuar

Bem, quase um ano depois daqueles meus posts sobre mercado de rpg brasileiro e design de mundos, e de ter ficado esse tempo longe do BEJRPG, na Páscoa eu estava na praia, achei um sebo, e lá achei o Livro do Jogador e o do Mestre de AD&D segunda edição, baratos pra caramba. Tá, o que isso tem a ver com criação de mundos? Tudo, deixa eu continuar e fica sentadinho ouvindo, seu troll imaginário!

Fui pesquisar na web suplementos de AD&D, e achei algo que fiquei de cara, o Worldbuilder’s guide. se não fosse as trocentas tabelas de estatísticas in-game ele seria o guia mais perfeito de rpg que eu já lí. Como é que isso esteve lá esse tempo todo e eu só fui descobrir agora? Tão Old mas tão Gold, e achei por acidente!

Ele retrata várias abordagens de criação de mundos, e cita algumas formas de organizá-las, que pareciam trabalhosas na época do livro, mas que hoje com alguns programas até comuns de computador ficam baba.

Por exemplo, pra quem usa Linux, existe o Zim Desktop Wiki, que é um programa pra se criar e armazenar referencias em formato wiki que ajuda demais na organização de qualquer mestre ou escritor de rpg. Há também o WikiPad, que eu não testei, mas é parecido e tem versões Linux e Windows. Ambos dá pra achar no Baixaki e outros sites do tipo.

Agora pros que acham que esse tempo todo que eu fiquei fora eu fiquei parado, balela! Faculdade! Consegui umas habilidades que vão me servir pra caramba, e pra a galera daqui, pois quero anunciar que estamos trabalhando na Zine BEJRPG, quem quizer nos ajudar, entre no grupo:

http://bejrpg.com.br/groups/projeto-bejrpg-zine/

Esse projeto tem a aprovação do Vinicius e estamos já conversando com a Editora Infinitum pra tocar pra frente essa iniciativa.

Um gordo abraço esmaga costelas!

1º Point Bom é Jogar RPG, na cidade de Limeira!

Aconteceu no dia 17/04 o primeiro Point Bom é Jogar RPG em Limeira, interior de São Paulo, durante o 4º Lima Anime Fest (Festival de Anime e Cultura Jovem de Limeira).

Este foi o primeiro Point BEJRPG do interior de São Paulo, e contamos com a presença de jogadores veteranos e muitos iniciantes. Fico impressionado com a quantidade de pessoas que desejam conhecer o jogo e que por falta de oportunidade, não sabem como começar, principalmente por estas bandas.

Por isso, mesmo com o espaço limitado do colégio onde o evento ocorreu, tivemos bons resultados: ensinamos o RPG a vários iniciantes, reunimos pessoas que jogavam a poucos quarteirões umas das outras e não se conheciam e divulgamos a campanha Bom é Jogar RPG, facilitando o contato e a integração entre jogadores de todo país!

Em breve, haverá um post completo no Além da Imaginação sobre o evento, mas por ora, confiram as fotos.

Antes que eu esqueça: dia 15/05 estaremos organizando um Point BEJRPG na cidade de Americana, durante o EuAnimeRPG. Mais informações podem ser obtidas aqui.

Contamos com a presença e o apoio de todos!

———

Em tempo, quem quiser alguma dica de como organizar um Point Bom é Jogar RPG ou alguma ajuda, mande uma mensagem para: Vinícius, Juliano, Chico ou Tamara. A vida é corrida, mas na medida do possível podemos fazer muito pelo nosso querido hobbie!

História engraçada: Eric e o Gazebo do Terror.

Olá pessoal do BEJRPG!

Hoje venho compartilhar com vocês a famosa história de Eric e o Gazebo do Terror. Essa história é muito famosa no nosso círculo RPGístico, e corre os sites e fóruns como um grande exemplo de um momento de jogo divertido e, ao mesmo tempo, a importância de que a comunicação dentro de jogo seja clara.

Só pra esclarecer: um “gazebo” é um mirante, sendo que a palavra “gazebo” é bem menos conhecida, ou menos usada. E é desse fato que parte a confusão!

Espero sinceramente que gere bastantes risadas e que sirva, também de lição pra mestres e jogadores!

Segue o “conto”, numa tradução livre minha:

fonte: http://www.netfunny.com/rhf/jokes/98/Jul/gazebo.html

O conto de Eric e o Gazebo do Terror
por Richard Aronson (aronson@sierratel.com)

… No início dos anos setenta, Ed Whitchurch mestrou “seu jogo”, e um dos participantes era Eric Sorenson. Eric joga meio que como um computador. Quando ele joga, considera metodicamente cada possibilidade antes de fazer sua opção. Se lhe derem tempo, ele invariavelmente escolher a melhor solução. O que pode levar até semanas. Ele é, em todos os outros aspectos, um excelente jogador.

Eric estava jogando um Paladino neutro no jogo Ed. Ele estava nas terras de um determinado Lorde quando ocorreu o seguinte:

ED: Você vê um jardim bem cuidado. No meio, sobre uma pequena colina, você vê um gazebo.
ERIC: Um gazebo? De que cor?
ED: (Pausa) É branco, Eric.
ERIC: A que distância está?
ED: Cerca de 50 jardas.
ERIC: Qual é o tamanho?
ED: (Pausa) Tem cerca de 30 m de largura, 15 m de altura, com um topo pontudo.
ERIC: Eu uso minha espada para detectar o bem nele.
ED: Nada acontece, Eric. É um gazebo.
ERIC: (Pausa) Eu o chamo!
ED: Ele não responde. É um gazebo.
ERIC: (Pausa) Eu embainho a espada e tiro o meu arco e flecha. Ele responde de alguma forma?
ED: Não Eric, é um gazebo!
ERIC: Eu atiro nele com o meu arco (rola os dados e acerta). O que aconteceu?
ED: Agora há um gazebo com uma flecha saindo dele.
ERIC: (Pausa) Não o feriu?
ED: Claro que não, ERIC! É um gazebo!
ERIC: (Suspiro) Mas era uma flecha +3!
ED: É um gazebo, Eric, um gazebo! Se você realmente quiser tentar destruí-lo, você pode tentar cortá-lo com um machado, suponho eu, ou você pode tentar queimá-lo, mas eu não sei por que alguém iria até tentar. É um #$%@ gazebo!
ERIC: (Pausa longa. Ele não tem magias de fogo ou um machado…) Eu fujo.
ED: (completamente frustrado) É muito tarde. Você despertou o gazebo. Ele te pega e te come.
ERIC: (Em busca de seu dados) Bom, acho que vou rolar um mago de fogo para vingar meu Paladino.

Um jogo para a todos governar…

Existe uma proposta do meu grupo de jogadores para jogarmos um jogo aqui dentro do BEJRPG, está sendo postado no grupo SulReal com o nome Nonaíme.

O jogo é baseado em uma campanha antiga, onde dragões foram a base de evolução e criatuas dradonis com habilidades incríveis são peças de um precioso jogo de dominação e território, uma guerra fria paira sobre raças que desejam a dominação do primeiro continente.

Alados – draconis voadores que expelem fogo
Soturnos – draconis negros que camuflam suas escamas e possuem um veneno mortal em seu sangue
Marinhos – draconis que vivem embaixo da água, que possuem um bafo gelado e articulações ultraflexiveis.
Dragonitas – draconis com capacidade de aprendizado e adaptapção incríveis.

RPGames Brasil – Quem somos!

RPGames Brasil nasceu de um projeto de 2002, onde propunha disponibilizar aventuras, notícias e sugestões sobre essa maravilhosa forma de entretenimento. Na época, confesso que não pensava em fazer um blog, mas um site onde pudesse disponibilizar meu material.

Bem, precisei abortar o projeto. Minha capacidade de operar um micro e de entender de linguagem html não passavam do nível de ligar e entrar na internet. Hoje em dia, as coisas não mudaram muito, mas encontrei na ferramenta do Blogspot a oportunidade de desenvolver esse trabalho.

Criar o blog agregou valor ao meu trabalho. Ao invés de ser apenas um portal ou uma página onde, você, rpgista e interessado, pudesse acessar e ler o conteúdo, o blog permitiu que estabelecesse com vocês a coisa primordial no RPG – a comunicação. A cada postagem você pode comentar, criticar e dar sugestões sobre nosso hobby. A comunicação que estabelecemos nas mesas de RPG pode ser vista aqui nos seus comentários! O que quero dizer é, sua participação nessa comunidade é minha motivação para estar sempre buscando novas postagens para que juntos difundamos o RPG pelo Brasil e pelo mundo.

Sejam bem vindos ao RPGames Brasil! Comentem, participem e mandem sugestões.

RPGames Brasil

Editor: F.L.Dias, vulgarmente conhecido como Druida-filid ou Kalango.

GURPS – simples assim

GURPS, mas que nome é esse?

GURPS são as inicias de Generic Universal RolePlaying System. No início, a sigla era uma bricadeira enquanto o jogo era desenvolvido. Entretanto, Steve Jackson e sua equipe não conseguiram um nome melhor. Assim, em 1986,a primeira edição desse maravilhoso RPG foi lançada.

GURPS se resume no próprio nome. Trata-se de um sistema “genérico”, as regras básicas são simples, mas permitem um nível de detalhamento extremo, conforme a preferência dos jogadores. É universal, pois como o sistema enfatiza o realismo, as regras se encaixam em quaisquer cenários: Space, horror, fantasia medieval. A criação de personagens enfatiza o Roleplaying; o jogo te permite criar personagens que possuem um personalidade única e enfatiza a interpretação. E por fim, “System” – GURPS é um sistema de regras para RPG.

Em sua quarta edição, o livro básico é composto pelo GURPS Personagens e GURPS Campanhas. Esse em processo de tradução pela DEVIR. Os personagens são baseados em quatros atributos: Força (ST), Destreza (DX),Inteligência (IQ) e Vitalidade (HT). Vantagens, Desvantagens e Perícias determinam todas as características dos personagens que os tornam únicos.

A base do sistema também é simples. Os testes são baseados em três dados de seis faces. Todas as jogadas de habilidades são feitas da mesma forma; rola-se três dados e se a soma for menor ou igual a sua habilidade, você é bem sucedido. Às vezes, modificadores impostos pelo mestre facilitam ou diminuem as suas chances.

GURPS possui uma infinidade de suplementos que ajudam a dar mais sabor para as aventuras e novas opções para os jogadores. Entretanto, na essência, ele continua o mesmo! É um sistema simples,  flexível, realista e genérico! (por F.L.Dias)

Concurso: Faça você mesmo de Criação de Jogos

A Secular Games está promovendo de 28/02 a 13/03 o concurso Faça você mesmo de criação de Jogos!

O objetivo é simples: os participantes deverão desenvolver um jogo de RPG que seja jogável em 15 dias.

Para o regulamento completo acesse:

http://www.secular-games.com/2011/02/concurso-faca-voce-mesmo-de-criacao-de-jogos/

E lá vamos nós!!! 😀

Ludonautas, um projeto português de Podcast sobre RPGs

Depois de algumas participações no Jogador-sonhador e depois de alguns tentativas frustradas a tentar gravar um monocast da Sopa do RPG, lancei finalmente o desafio aos fãs portugueses para em conjunto gravarmos um podcast descontraído e a várias vozes.

O primeiro ensaio deste novo podcast, o Ludonautas, decorreu em puro improviso e auxiliado pela total generosidade e bravura do Rui Anselmo nascendo então o episódio zero só sobre Dark Sun na sua última edição, a de Dungeons & Dragons 4th Edition.

Este episódio revelou-se uma emissão bastante experimental e eu esperava gravar nas próximas semanas um novo episódio (entre o zero e o um… um zero ponto cinco?!) com mais participantes e melhor qualidade.

Entretanto juntei o Diogo Curado ao Rui Anselmo e gravámos um novo episódio de quase uma hora só sobre Exalted, o jogo de fantasia épica da White Wolf.

De qualquer modo podem sempre ouvi-los e comentarem por aqui com as vossas sugestões e críticas pelas quais desde já agradeço.

E toca a viajar pelos mundos da imaginação! :)

Aniversário de 12 anos da Confraria das Idéias

No aniversário de 12 anos da Confraria das Idéias lançamos um concurso cultural com o apoio da Devir Livraria! Escreva uma frase com o tema: “O que você gostaria de ver em um live-action?” e concorra a prêmios!

Ao longo dos 12 anos de existência, diversos lives com temas que foram desde a Grécia antiga até a ficção científica, passando por piratas, faroeste, guerreiros da idade média, entre outros. Em meio a tantos personagens, tramas, intrigas e invenções, perguntamos agora o que você gostaria de ver em um live-action? Solte a imaginação e seja criativo!
Serão premiadas as três frases mais criativas, que ganharão prêmios especialmente doados pela Devir Livraria para o aniversário de 12 anos da Confraria das Idéias.

1º lugar – 3 livros:
– A Dança da Realidade
– 30 dias de noite
– Leis da Noite

2º lugar – 2 livros:
– The Spirit – as novas aventuras
– World of Warcraft d20

3º lugar – 1 livro:
– BESM d20

Escreva quantas frases quiser e poste aqui no blog, mas não se esqueça de estar logado na hora de postar, frases anônimas serão desclassificadas.

Confira o regulamento completo da promoção e participe!

Rastro de Cthulhu

Saudações a todos!

Muitos já conhecem esse aguardado RPG que está para ser lançado pela Retropunk. Para aqueles que ainda não conhecem a obra, segue um texto introdutório (um agradecimento ao Guilherme Moraes por ele).

A Retropunk estendeu a pré-venda do livro, ele pode ser adquirido através do site da própria editora (ou para encurtar, clicando aqui)

E vamos a obra!

Rastro de Cthulhu é um jogo de representação (RPG) onde os jogadores assumem o papel de pessoas comuns que se vêm no meio de um mistério: a morte de um conhecido sob circunstância estranhas, o falecimento de um parente distante que lhe deixou uma herança, um detetive da polícia investigando o desaparecimento de vagabundos de rua que ninguém mais se importa, ou que apenas estavam no lugar errado na hora errada para testemunhar o que não poderia ser testemunhado.

Aos poucos esse grupo de investigadores do acaso começa a descobrir e desvendar as pistas que levam a solução do mistério, muitas vezes tendo vislumbres e pistas do que horror que está por vir ao juntar todas as peças do quebra-cabeça, apenas para descobrir que a verdade é muito mais assustadora que o próprio mistério, e que o mundo é um lugar muito mais sombrio e terrível do que pensam ser.

Rastro de Cthulhu é um jogo de horror sobrenatural baseado na obra do escritor norte americano H. P. Lovecraft e em seu universo fantástico e terrível onde a humanidade é insignificante e apenas passageira em um universo povoado por terríveis e poderosos seres que desafiam o tempo e espaço e até a própria morte. Onde apenas alguns poucos bravos e corajosos, embora ao mesmo tempo desafortunados heróis, é a última linha de defesa da humanidade frente a estes horrores cósmicos e seus asseclas, insanamente engajados em libertar seus mestres atemporais de suas prisões cósmicas e libertar o horror sobre o mundo.
Continuar lendo Rastro de Cthulhu