1º Point Bom é Jogar RPG, na cidade de Limeira!

Aconteceu no dia 17/04 o primeiro Point Bom é Jogar RPG em Limeira, interior de São Paulo, durante o 4º Lima Anime Fest (Festival de Anime e Cultura Jovem de Limeira).

Este foi o primeiro Point BEJRPG do interior de São Paulo, e contamos com a presença de jogadores veteranos e muitos iniciantes. Fico impressionado com a quantidade de pessoas que desejam conhecer o jogo e que por falta de oportunidade, não sabem como começar, principalmente por estas bandas.

Por isso, mesmo com o espaço limitado do colégio onde o evento ocorreu, tivemos bons resultados: ensinamos o RPG a vários iniciantes, reunimos pessoas que jogavam a poucos quarteirões umas das outras e não se conheciam e divulgamos a campanha Bom é Jogar RPG, facilitando o contato e a integração entre jogadores de todo país!

Em breve, haverá um post completo no Além da Imaginação sobre o evento, mas por ora, confiram as fotos.

Antes que eu esqueça: dia 15/05 estaremos organizando um Point BEJRPG na cidade de Americana, durante o EuAnimeRPG. Mais informações podem ser obtidas aqui.

Contamos com a presença e o apoio de todos!

———

Em tempo, quem quiser alguma dica de como organizar um Point Bom é Jogar RPG ou alguma ajuda, mande uma mensagem para: Vinícius, Juliano, Chico ou Tamara. A vida é corrida, mas na medida do possível podemos fazer muito pelo nosso querido hobbie!

Por que usar o formato PDF?

A algumas semanas, ao acessar o Daily Illuminator, li um artigo muito interessante, escrito por Steven Marsh (editor da revista Pyramid e Gerente da e23), sobre os motivos da SJGames ter escolhido o formato pdf para seus produtos.

Com a vinda da Secular Games para o mercado nacional e a intenção da Retropunk de publicar seus livros também no formato PDF, achei interessante traduzi-lo. Ele não nos conta como evitar a pirataria, mas toca em um ponto crucial: as vantagens do formato para a venda de livros.

Não sei qual será o futuro do mercado de livros eletrônicos, mas talvez algumas das coisas que o Sr. Marsh nos diz, possam servir de indicativo.

Segue a tradução na íntegra, do texto:

“Na seção da e23, do fórum da Steve Jackson Games, uma pergunta sempre aparece: “Por que vendemos nossos produtos somente no formato PDF, quando existem tantas outras opções por aí?

Em primeiro lugar, nenhum dos motivos é canônico; eles não representam o fechamento para todas as outras possibilidades até o fim dos tempos. A tecnologia evolui constantemente, e formatos de dados e técnicas de comunicação estão sempre mudando. (Eu fico chocado quando leio os antigos livros de GURPS, que proclamavam orgulhosamente como você podia contatar nosso serviço de notícias com um modem de 300 bauds (1) ). Ainda assim, eles são nossas melhores indicações de como as coisas são, e esperamos que ainda sejam, por algum tempo.

Continuar lendo Por que usar o formato PDF?

Grupos Regionais no BEJRPG

Existem diversos grupos dentro da rede com o objetivo de reunir jogadores e mestes de determinadas regiões. Muitos contam com poucos membros (às vezes apenas um), devido a falta de divulgação destes.

Apesar disso, se o objetivo do projeto é que os BEJRPG Points se espalhem pelo país, eles são vitais, pois podem se tornar o núcleo de grupos organizados que promoverão e divulgarão o hobbie.

Na minha opinião, no momento em que alguém entra no BEJRPG, deveria ser notificado dos grupos regionais que se encontram próximos ou em suas cidades, para facilitar a vida dos administradores e dos usuários. Afinal, contatar membro a membro através da busca da rede pode tomar muito tempo (eu fiz isso na antiga rede, quando criei o Além da Imaginação, e estou protelando para fazer de novo).

Minha sugestão é que qualquer grupo com intenção de ser regional, comunique um dos staffs, e após uma análise, ele ganharia uma classificação especial, entrando na notificação de novos usuários e tornando-se mais visível na rede (talvez com uma nova aba nos grupos).

Abaixo, segue uma lista com os grupos regionais que foram criados até o presente momento:
Continuar lendo Grupos Regionais no BEJRPG

Aventuras em menos de 140 caracteres

Para quem começou a jogar RPG na década de 90, vai se lembrar do jogo TWERPS: um sistema minimalista, com cerca de 10 páginas. Em meio ao “complicado” sistema de regras vinha uma ferramenta fantástica: a Tabela de Aventuras Instantâneas ou TWERPS Design Master Kit.

Com menos de 140 caracteres (um twitt!) você tem uma aventura completa!

Quer saber mais? Então clique aqui!

BEJRPG Help! – Um novo staff e um novo grupo para a todos auxiliar

Quando o Vinícius Machado me convidou para ser um staff do BEJRPG, foi uma surpresa. Estava realmente me empenhando em comentar e movimentar a rede, mas não esperava ter um reconhecimento tão rápido!

Mas antes de continuar, acho que tenho de explicar como cheguei aqui. Começou em 1995 quando descobri o RPG por acidente, ao comprar a Dragão Brasil 1 (que na época se chamava Dragon), acreditando que era uma revista de videogame.

Passaram-se 14 anos (com alguns um pouco afastado do jogo), para que eu  começasse a divulgá-lo com mais dedicação e empenho. Isso só aconteceu pois, por acidente (de novo), descobri um evento de anime em minha cidade que tinha mesas de RPG. Entrei em contato com a organização e eles me disseram que não havia mestres e se eu não gostaria de ajudar. Eu e meu grupo fomos então para o primeiro evento em que organizamos o espaço de RPG.

Quando fui convidado para ser um staff, lembrei de todas estas coincidências e pensei, por que não? Afinal, talvez o universo esteja me dizendo alguma coisa e eu possa fazer mais pelo jogo que já me proporcionou tanta diversão e amizade.

Posso dizer que me sinto honrado com a oportunidade e estarei aqui para auxiliar para o que der e vier. Por isso, agora o BEJRPG conta com o grupo BEJRPG – Help!. Com ele, os usuários da rede ganham mais um canal de contato, para resolver algum problema, enviar sugestões ou tirar dúvidas. Estarei por lá para auxiliar a todos, então não deixem de se cadastrar neste novo grupo!

Um pouco sobre mim: sou de Limeira, no interior de São Paulo, e recentemente comecei a me envolver com a organização do espaço de RPG em eventos de anime. Faço física e sou o criador do grupo e do blog Além da Imaginação, criados para agregar os jogadores do interior de São Paulo.

É isso aí pessoal, qualquer coisa, sabem como me encontrar.

Allons-y!